Okinawa

Um Japão diferente que traz muita diversão e cultura, tudo em uma única ilha, vale a pena conferir.

Guia de viagem para Okinawa por Rodrigo Junior na categoria: Ásia

Localizada entre Kyushu e Taiwan, a ilha de Okinawa é um tanto diferente do restante do Japão, onde tudo tem sua própria identidade, cores e sabores, e até mesmo o dialeto japonês moderno, a sonoridade do banjo sanshin e a dança eisa, dão uma característica marcante para a cidade.

litoral de Okinawa

 O Que Fazer Em Okinawa

A maioria dos turistas vem a Okinawa pelas belas praias, com a areia bem branquinha e as águas bem azuis que formam uma paisagem muito paradisíaca, que combinam perfeitamente com os resorts que muitas vezes se encontram em locais e ilhas bem isoladas.

Okinawa é dividida em três partes, que se constitui do cebtro de Okinawa, onde se encontra a capital Naha e as ilhas Kerama, Tokashini, Ie e Kume, e outra parte com Miyako e Yaeyama, e a outra formada pelas ilhas de Iriomote e Ishigaki. Cada uma possui um tipo de cultura própria e dialetos distintos, e por isso é impossível visitar todas em uma única viagem, por isso o ideal mesmo é poder prolongar a sua estadia o quanto for preciso.

Diversão e Turismo

Kite e Windsurf são algumas das modalidades esportivas em alta na cidade, assim também como os passeios de caiaque, velejar e mergulhar. Uma das melhores opções de lazer incluem também aproveitar a vista e o sol das praias maravilhosas, além de visitas as ilhas que oferecem uma cultura bem diferente das que costumamos ver pelo Japão, onde você poderá estar desfrutando de ateliês de cerâmica e artesanatos, academias de karatê, que é o esporte da cidade, e a oficinas onde são construídos os banjos sanshin.

A exploração pelas ilhas é uma boa maneira de começar seu roteiro, e uma boa opção para uma visita é no castelo Shuri que é um dos patrimônios da humanidade nomeado pela Unesco. Depois disso procure visitar locais onde se pode vivenciar detalhes da segunda guerra em Himeyuri, depois viaje para o norte e aproveite Nago, a ilha Ie, por pelo menos uns três dias.

Depois de toda essa diversão, procure visitar locais mais distantes como Miyako, Yaeyama ou Kume, que também será uma experiência muito interessante com diversas opções de turismo e lazer.

Dicas De Viagem

A melhor época para visitar Okinawa é durante o verão, que é de junho a setembro, porém esta época também coincide com a temporada de tufões, sendo que não é preciso se preocupar pois a maioria deles não é agressivo e as estruturas das moradias na maioria das vezes oferecem a segurança necessária.

O aeroporto de Naha em Okinawa é conectado a todos os aeroportos do Japão e de alguns pelo mundo, por isso, procure boas companhias como ANA e JAL, que são as melhores e as que mais trabalham em Naha, e também oferecem um mini-hub local, que voam para as demais ilhas da cidade.

Outra forma de acessar acidade e também para circular nela é através do ferry boat, e uma das rotas mais comuns e entre Kagoshima, o sul de Kyushu e Naha.

Okinawa

Gastronomia

Okinawa também possui restaurantes de sushi e sashimi, porém uma gastronomia que você deve experimentar é a de Ryukyu, onde você poderá encontrar algumas surpresas como o macarrão soki-soba, que é um dos símbolos da província, que por sinal, chegou a virar um prato típico no Mato Grosso do Sul, uma curiosidade que quase ninguém conhece.

Os grossos bifes grelhados também estão presentes nos restaurantes de Okinawa como o goya champuru, muito popular entre os locais. Para beber, experimente a cerveja awamori, que é a aguardente de arroz, muito popular na cidade.

Esperamos que tenha gostado das dicas de turismo para Okinawa e os roteiros para o local. Para outras localidades navegue através do Guia da Viagem.

Comente!




*Campos obrigatórios