Campo Grande

Campo Grande reúne o melhor de uma cidade grande com toda a tradição histórica e indígena da região

Artigo publicado por Rodrigo Junior nas categorias: América do Sul

Capital do estado do Mato Grosso do Sul, Campo Grande reúne tradições históricas e indígenas a muitas áreas verdes e um grande centro urbano. Com cerca de 805 mil habitantes, foram os colonizadores mineiros que desbravaram a região e levaram até lá os primeiros tijolos.

O que fazer em Campo Grande

Campo Grande costuma entrar no roteiro dos viajantes que buscam conhecer o Pantanal. Apesar de não ser a principal cidade situada no famoso bioma brasileiro, Campo Grande é ponto de parada no meio do caminho para aqueles que seguem viagem até Miranda ou Corumbá. Nada melhor do que descansar antes de enfrentar mais alguns quilômetros e aproveitar para conhecer um pouco mais da região.

Com muito espaço verde entra suas ruas, a capital sul-mato-grossense oferece diversas opções de praças e parques para visitar e relaxar. A Praça das Araras é uma das mais belas atrações turísticas da cidade. Além dela, a Praça dos Imigrantes e a Praça Cuiabá costumam ser grandes pontos de encontros de turistas e jovens moradores da região.

Campo Grande - Praça

Dentro da cidade, são muitos os espaços de reservas ecológicas, como por exemplo, o Parque das Nações Indígenas. Em seus mais de 100 hectares está localizado o Monumento ao Índio e o Museu da Arte Contemporânea. O Parque dos Poderes é a reserva ecológica onde estão baseados os principais órgãos executivos, legislativos e judiciários do estado do Mato Grosso do Sul. É a união de assembleias, tribunais e importantes escritórios à matas e nascentes de córregos. Há ainda pela cidade o Horto Florestal, o Parque Estadual do Prosa e o Parque do Sóter.

Campo Grande

Um dos passeios mais procurados pelos turistas que passam por Campo Grande por poucos dias, ou até mesmo horas, é o City tour oferecido pela prefeitura da cidade. O passeio dura em média 2h30 e passa pelos principais pontos turísticos em Campo Grande. O programa custa R$18,00, deve ser agendado e conta com um guia turístico explicando cada ponto importante da cidade.

Para quem gosta de programas históricos e culturais, Campo Grande não deixa a desejar. O Memorial da Cultura Indígena não pode faltar no guia de viagem de quem quer conhecer um pouco mais sobre os índios da região. A Casa do Artesão também traz um pouco mais sobre o artesanato local e o Armazém Cultural mostra um pouco da história sobre os produtos transportados pela ferrovia da região. Aproveite e visite a antiga Estação Ferroviária.

Durante a noite, o centro da cidade se anima e os jovens se divertem nos bares e casas noturnas da região. O sertanejo é o principal estilo musical que faz sucesso entre a galera de Campo Grande e de todo o país. Para quem deseja sair e saborear a culinária local, o nhoque de mandioca com molho de carne seca é um dos pratos mais pedidos. A mandioca está presente em muitos pratos, sendo uma iguaria muito consumida pelos indígenas. Para beber, o teterê, fusão da erva-mate com água gelada, é o melhor pedido para refrescar.

Se deseja ir às compras, Campo Grande tem bons pontos para consumir seus produtos locais. O Camelódromo, localizado na Avenida Nordeste, tem mais de 400 comerciantes ambulantes expondo desde artesanatos locais até produtos eletrônicos. A Feira Central e o Mercadão da cidade também não podem ficar de fora. Já o Shopping Campo Grande reúne marcas famosas e preços um pouco mais acima do encontrado nas ruas.

Campo Grande

Dicas de Turismo em Campo Grande

Antes de viajar até Campo Grande, escolha bem em que época do ano visitar a cidade. O clima da região tem duas estações bem definidas. No verão, as temperaturas podem ir de 19°C a 30°C, com uma umidade do ar muito alta, são nesses meses que chove muito na cidade. Já no inverno, os termômetros marcam médias entre 14° e 25°C, porém, alguns dias a região pode marcar temperaturas próximas a 0°C. No inverno o clima fica muito seco.

Para circular por lá, opte por táxis ou transporte público. Há também os mototáxis, espalhados por toda região. Para chegar à Campo Grande, o aeroporto Internacional da cidade recebe voos de várias capitais do país. Lembre-se de que a capital sul-mato-grossense está em outro fuso horário e, por isso, uma hora atrasada em relação à Brasília. Com todas as dicas em mãos, faça as malas e boa viagem!



Comente!




*Campos obrigatórios