Miranda

Porta de entrada para o Pantanal, Miranda oferece ótimos passeios naturais

Artigo publicado por Rodrigo Junior nas categorias: América do Sul

Considerada porta de entrada para o Pantanal, Miranda, localizada no estado do Mato Grosso do Sul atrai turistas do Brasil todo curiosos em conhecer esse incrível bioma nacional. Localizada entre as cidades de Corumbá e Campo Grande, a cidade possui a maior rede hoteleira da região. Viajar até Miranda é ter a certeza de desbravar ainda mais a natureza brasileira.

O Que Fazer em Miranda

Logo na chegada da cidade já é possível avistar os grandes alagados, típicos do Pantanal e perceber a fauna e flora exclusivas desse sistema. No entanto, não é só o Pantanal que ganha as atenções dos turistas. Uma das principais atrações turísticas do município é o encontro das águas do rio Salobra com as águas turvas do rio Miranda. Não deixe de reservar um dia para visitar o ponto.

Miranda

Não é apenas a cidade de Miranda que faz parte da região chamada de Pantanal Sul. Perto dela está a sub-região de Nhecolândia ou “Paraíso das águas” e Porto Murtinho. Em Miranda e em municípios vizinhos há diversas fazendas abertas para visitação, nas quais é possível fazer passeios ecológicos. Muitas delas funcionam, inclusive, como hotéis e oferecem um roteiro completo de atividades como passeios de barco, safáris, esportes radicais e muito mais. Entre as mais famosas estão Fazenda San Francisco, Fazenda Refúgio da Ilha, Fazenda Caiman e muitas outras.

Miranda

Um dos pontos turísticos em Miranda mais visitados é sua Estrada de Ferro de Novoeste. O trem do Pantanal, que ligava Corumbá ao Rio Paraguai, funcionava apenas para cargas. A Ponte metalizada dessa linha ainda está lá como ponto para visitação. Atualmente, entre Miranda e Campo Grande, a linha funciona para passageiros e é um dos programas preferidos dos turistas que visitam o local.

No centro da cidade, as construções antigas também merecem a visita daqueles que gostam de história e belas arquiteturas. Inclua em seu guia de viagem uma passada pela Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo, a antiga Prefeitura, o antigo presídio e a Usina Velha de Santo Antônio. A estação ferroviária também é uma das mais belas construções locais.

Miranda

Com forte presença da cultura indígena, a cidade faz questão de esbanjar essa tradição. A Casa da Cultura Terena é o principal ponto de festividades e celebrações indígenas. Para quem gosta de ir às compras, é possível encontrar também artesanatos locais espalhados por vários pontos comerciais de Miranda.

Na hora de buscar um pouco de diversão, a cidade e hotéis contam com ótimas opções de restaurantes e bares. Não deixe de saborear os pratos típicos da região. No cardápio, poderá deliciar peixes, como o pacu frito ou assado, a farofa de banana, o caribéu, abóbora com carne seca e o famoso tererê, uma espécie de chimarrão tomado frio.

Dicas de Turismo em Miranda

Para sua viagem ficar completa, anote mais algumas dicas em seu guia turístico. Para programar suas férias, é importante conferir o “calendário das águas” da região. A época de chuva ou de seca em Miranda e em cidades vizinhas do Pantanal é decisiva para seus passeios, pois definem o que será melhor visto ou não. Entre maio e setembro o período é de secas. Nessa época as aves se reproduzem e a região fica cheia delas, sendo ótimos meses para observar os animais. Já entre janeiro e março, as chuvas aparecem fortemente e as planícies se alagam, sendo ótimo momento para passeios de barcos e pescas.

Para circular por lá, utilize o transporte público ou procure por táxis e moto-táxis. Entre uma cidade e outra, as rodovias são o melhor caminho para transitar. Para os passeios naturais, cavalos e barcos podem ser uma opção.

Com todas as dicas em mãos, agende suas férias, faça as malas e boa viagem!



Comente!




*Campos obrigatórios